Dicas/Flagras

Pastilhas de freio – Qual a hora certa de trocar?

Segurança na direção é algo completamente vital para que motoristas e passageiros possam ter uma viagem tranquila, independentemente de para onde ela for. Um dos itens mais relevantes para um carro são as pastilhas de freios, que estão muito presentes nos freios à disco.

O uso dessas peças é constante, afinal o motorista está sempre freando (em sinais, para estacionar, etc.), e por isso as pastilhas precisam ser trocadas de tempos em tempos. Mas como saber qual a hora certa para fazer a reposição?

A pergunta pode ser respondida de três maneiras diferentes e em todos os casos a troca precisa ser feita imediatamente, do contrário, a sua vida pode estar em risco, assim como a dos passageiros que você carrega.

Identificação através do painel do carro

Uma das maneiras de se saber qual a hora certa para fazer a troca das patilhas de freio é através da sinalização do carro para o motorista. Os modelos mais recentes de veículos possuem painéis mais completos e sensores mais inteligentes, o que permite que o próprio automóveis avise da necessidade de troca.

Para a infelicidade da maioria, são poucos os veículos que contam com esse sistema inteligente, que ainda é algo muito “futurista”.

Identificação através de barulhos ao frear

Outra maneira de saber o momento exato da troca é um som que pode aparecer durante a frenagem. Quando a pastilha de freio está muito desgastada, ela aciona um sistema de aviso que acaba emitindo um barulho metálico toda a vez que o sistema é utilizado.

O motorista deve estar atento aos sons estranhos de seu veículo. Não é apenas a peça de freio que emiti sons, as correntes do motor e outras áreas também podem oferecer sinais que podem salvar a vida do carro e também dos passageiros.

Identificação través da quilometragem

Não é de lei, mas os valores de tempo de troca das pastilhas de freio podem estar indicados no manual do proprietário. No geral, a reposição deve ser feita a cada 30 a 40 mil quilômetros rodados, sendo necessária a revisão entre 5 a 10 mil km percorridos.