Notícias

Quais os prejuízos da falta de manutenção no catalisador?

Os catalisadores dos automóveis são peças que auxiliam na limpeza dos gases emitidos pelos carros. Gases esses bem prejudiciais para nossa saúde respiratória e para o mundo como um todo, devido ao impulsionamento do efeito estufa.

Nós vivemos em uma época bem moderna no mundo e isso também reflete na evolução do mercado automobilístico. Desde a década de 90, o sistema de catalisador dos carros melhorou cerca de 90%.

Mas isso não significa que nosso planeta está salvo dos poluentes emitidos pelos automóveis. Isso porque muita gente cuida mal dos seus veículos, fazendo com que esses catalisadores fiquem inutilizáveis.

Sintomas de um carro com problemas no catalisador

Antes de entender as razões que causam o estrago do catalisador é necessário que enxerguemos os sintomas presentes no nosso carro. Um bom indicativo é o cheiro forte, indicando que o carro está poluindo mais do que deveria. Você pode se atentar a isso quando o deixa na garagem, por exemplo.

O automóvel apresenta, no geral, uma falta de desempenho que pode ser resumida como se o carro tivesse preso e algo o impedisse de desenvolver sua dirigibilidade. Quando você acelera, por exemplo, o motor não consegue ter força.

Razão dos problemas

Quando você enxerga os exemplos, é muito importante que você leve seu carro para checar a emissão de gases. Que, no caso de um carro com catalisador desregulado, pode apresentar níveis muito mais superiores do que o devido. Por exemplo o nível de CO (monóxido de carbono) cerca de 100x mais alto e o de hidrocarboneto 3x acima da média.

A grande virada desse problema todo é perceber que o catalisador é somente uma vítima, pois o X da questão está em outros pontos do carro que necessitam de uma manutenção e revisão periódica. Em grande maioria dos casos, há o desgaste de polias, o que acaba fazendo com o que o carro trabalhe de forma desequilibrada.

Maiores prejuízos pela falta de manutenção

Sem dúvidas, o maior prejuízo causado pela falta de manutenção no carro – que ocasiona os problemas no catalisador – é a emissão de gases altamente tóxicos para o ser humano dispersados na atmosfera terrestre.

O monóxido de carbono (CO) e os hidrocarbonetos (CH4) são partículas que não são queimadas pelo motor e por isso, até uns dez anos atrás, grande maioria dos carros no Brasil incendiavam as ruas do país com aquela fumaça densa e preta.

O catalisador em si tem duração prevista de 100 mil km, mas a falta de atenção com o carro faz com que você pague um preço. E esse preço não dói só na saúde. Dói também no bolso. A troca de catalisador pode passar de R$1000; isso sem contar o resto da manutenção que você vai ter que acabar fazendo.

Dicas para prevenir problemas no catalisador

Podemos então resumir a prevenção desses problemas em efeito dominó em duas únicas dicas: abastecer seu carro com combustível de qualidade e realizar as manutenções nos períodos preestabelecidos pelo fabricante.